A importância do comércio internacional

A escrita colaborativa deste artigo foi feita pelos alunos do curso Inglês para Negócios. O curso é oferecido pela Share, uma entidade estudantil da Universidade Federal de São Carlos — Campus Sorocaba. Créditos: Matheus, Pablo, Gabriel, Raphael, Rodrigo, Lucas, Cleber, Amanda e Lígia. Revisão e edição: Paulo André. Baseado na leitura de “Trade and globalization

O comércio internacional cresceu consideravelmente no último século. A integração entre as economias nacionais num sistema global foi um dos desenvolvimentos mais importantes do período. Este processo de integração, frequentemente chamado de globalização, originou um notável crescimento no comércio entre países.

Até 1870, a soma das exportações mundiais era menos de 10% da produção total no mundo. Hoje, esse número é de aproximadamente 25%. Isso mostra que nos últimos cem anos de crescimento econômico, houve um crescimento mais que proporcional no comércio internacional.

O comércio é uma parte fundamental da atividade econômica. Num sistema global, países não somente comercializam produtos finais, mas também insumos intermediários. Isso cria uma rede intrincada de relações que cobre o mundo todo.

Além disso, o comércio gera ganhos de eficiência. Durante a segunda metade do século passado, os dados para países indicam que há correlação entre crescimento econômico e comércio: países com taxas maiores de crescimento do PIB tendem a apresentar maiores taxas de crescimento do comércio enquanto fração do PIB.

Dentre os potenciais fatores de promoção do crescimento, originários dessa integração, estão:

  • Competição: firmas que não adotam novas tecnologias ou diminuem custos quebram e são substituídas por firmas mais dinâmicas;
  • Economias de escala: Firmas que podem exportar para países distantes, podem produzir em escalas onde o preço por unidade é mais baixo;
  • Aprendizado e inovação: firmas expostas à competição estrangeira adquirem mais experiência e podem desenvolver novos procedimentos-padrão e tecnologias;

Estudos empíricos sugerem que: o crescimento do comércio de fato gera crescimento econômico. Alguns dos artigos mais citados sobre o assunto, baseados em dados macroeconômicos de longo prazo, identificaram uma relação causal. O comércio internacional realmente impulsiona o crescimento econômico.

Outros importantes estudos se concentram nos dados microeconômicos, explorando o impacto de políticas específicas de liberalização comercial sobre a produtividade das firmas. Esses estudos também apontam que a liberalização comercial impulsionou o aumento de produtividade.

Além disso, o comércio internacional tem consequências distributivas como, por exemplo, sua relação com o bem-estar das famílias. Quando um país se abre para o comércio, a oferta e a demanda de produtos e serviços se altera. Consequentemente, o mercado local responde e os preços mudam. Isso impacta os domicílios, seja na perspectiva do consumo ou dos salários.

A partir dessas considerações, podemos afirmar que o comércio internacional afeta a todos. Não apenas os trabalhadores da indústria que compete com estrangeiros, não apenas os consumidores de produtos importados

Suas consequências alcançam a todos porque os mercados são interligados. Portanto, importações e exportações têm efeitos colaterais sobre uma ampla gama de preços numa economia, inclusive nos setores “fechados” ao resto do mundo.

Os economistas normalmente fazem distinção entre efeitos de consumo e de renda num cenário de equilíbrio geral. Isso é, o consumo se altera em função da mudança relativa dos preços entre importados e exportados, no primeiro caso.

No segundo, as mudanças nos salários têm origem na demanda por trabalhadores específicos, que podem ser empregados em setores abertos ou fechados.

Dadas essas inter-relações complexas, não é de surpreender que as teorias econômicas predizem que o comércio internacional não beneficiará a todos da mesma forma. A distribuição dos ganhos depende do que diferentes grupos de pessoas consomem, de quais empregos elas têm ou até mesmo poderiam ter, por exemplo.

tt: @asjr_p | learned to code @ 15 y.o. | writer @terracoecon | interested in econ & tech

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store